"O que eu queria é que as coisas fossem diferentes, e não que eu fosse homem para não ter que passar por determinada situação"

Por uma mulher que faz história

A pergunta sorteada para mim foi: a última vez que eu quis ter nascido homem. E eu não me lembro exatamente. Assim, já devo ter sentido isso... Toda vez que eu ficava com cólica eu queria muito ter nascido homem só para não ter que ficar menstruando todo mês. Puta saco. Mas cara, a tecnologia está aí para isso, não é mesmo? E a ciência evoluiu (amém, Senhor!), então eu já não tenho cólicas fortes há muito tempo, desde que comecei a tomar pílula.

Eu sei que está meio que na fase de as pessoas quererem parar de tomar pílula, e se sentirem bem sem ela, e descobrir o que é a vida sem este método contraceptivo hormonal que provoca vários efeitos colaterais indesejados e, em alguns casos, pode até provocar problemas graves para a saúde da mulher. Acontece que eu já fui testada, e eu sou a candidata perfeita para pílula, (i) porque não tenho nenhum problema vascular (nem aquela mutação em sei lá que cromossomo), e (ii) porque tenho dismenorreia, então meu útero acha que tem que contrair muito mais que o necessário para menstruar, o que além de causar umas TPMs do capeta, pode levar a endometriose. Assim, por que eu não tomaria uma coisa maravilhosa dessas?

Mas, voltando ao foco da pergunta, eu acho que, tirando esta questão biológica e que já está completamente superara na minha vida, eu nunca, de fato, quis ter nascido homem. Óbvio que, quando eu era criança, eu ficava puta porque tinha que usar vestido e “sentar que nem mocinha” (nunca fui lá muito civilizada). E eu odeio “ter que” usar salto no escritório, porque um imbecil, que provavelmente nunca calçou um fucking salto alto e provavelmente nasceu com um pênis, achou que isso era uma ótima ideia. Mas, de verdade, acho que eu nunca quis nascer homem.

Eu ficava (e fico) muito puta quando me deparo com situações machistas na vida, mas acho que nunca a ponto de querer ter um pênis por causa disso.

O que eu queria é que as coisas fossem diferentes, e não que eu fosse homem para não ter que passar por determinada situação. Eu queria que não tivessem me mostrado o pinto no metrô às 6h da manhã; eu não queria ter nascido com um pinto para que isso não acontecesse comigo, entende? Eu só queria que não acontecesse, eu tendo tetas mesmo.

Eu gosto de ser eu mesma, e gosto de ser mulher. Nasci sem pênis e não me falta nada, eu sou um ser humano absolutamente completo.